sexta-feira, 23 de maio de 2014

Tales de Mileto - A arché é a água

Esqueçam o "prático". Tales, na verdade, era um contemplativo.

O primeiro filósofo foi Tales de Mileto. Mileto era uma importante cidade da Grécia. Pouco se sabe da vida de Tales, e é improvável que tenha escrito algum livro. Foi chamado por Aristóteles como o fundador da Filosofia.

Em sua busca pela origem do cosmos, Tales deparou-se com a importância particular da água na vida dos seres vivos. De fato, ele constatou:

- Tudo quanto é vivo é constituído de água;
- Quando chove, sempre nasce algo;
- Quando falta água, os seres morrem;
- Quando os seres morrem, eles secam;
- Quando um animal é gerado, ele fica dentro de um recipiente cheio de líquido;
- O princípio de geração dos animais, o sêmen, é líquido, e, portanto, feito de água;


Por causa dessas coisas, observadas por Tales, ele deduziu que a água era o princípio de todas as coisas. Vejamos o que diz Aristóteles sobre a teoria do primeiro filósofo:

"Tales diz que o princípio é a água,
pelo que ele sustentava que a própria terra
está fundada sobre a água. (...)

Por isso Tales aderiu a tais conjecturas,
e ainda mais porque as sementes
de todas as coisas
possuem uma natureza úmida
e a água nas coisas úmidas
é o princípio de sua natureza".

Logo, Tales dirá que é a água a arché ou origem de todas as coisas. No entanto, se assim é, a água deveria possuir em si a capacidade de se transformar nos outros seres, isto é, de se tornar aquilo que ela não é, pelo menos no seu estado de água. Sabemos que a água possui três estados: líquido, sólido e gasoso. Se pegarmos um copo de água com gás e um cubo de gelo, teremos, num mesmo lugar, água nos três estados.

Sabemos que o ar não é o mesmo que a água. No entanto, é possível transformar a água em ar. Isto acontece quando a fervemos aos 100º celsius. Se, aí, podemos contemplar a água se transformando em vento, esta é uma prova de que a água pode se tornar aquilo que ela não é. No gelo, também a vemos mudar de estado e assumir um aspecto sólido. Portanto, se ela é passível de alterações, nada impede que se transforme em outras coisas além de ar e gelo.

Para Tales, a água existe em infinitos estados, pois tudo quanto existe teria vindo da água, e seria água, em diferentes estados. Desse modo, o que muda de uma pedra para uma árvore é o estado, pois ambos seriam água.

Escreveu o filósofo Cícero:

"Tales de Mileto, o primeiro a indagar estes problemas, disse que a água é a origem das coisas e que deus é aquela inteligência que tudo faz da água."

Um comentário: